A reciclagem da Resina PET (últimos 10 anos) EVOLUIU?

 

Um breve histórico…

O Brasil no ano de 2000 tinha uma população de 170.000.000 de habitantes e produziu 254.753.000 kg de Resina Pet (90% para fabricação de garrafas e frascos pet) e conseguiu reciclar 26,30%. Como conseqüência o restante dessa Resina – 187.753.000 kg – foi descartado inadequadamente no Meio Ambiente. Nesse ano o PET “NÃO RECICLADO” equivalia a 1,104 kg/habitante.

Em 2009, passados DEZ ANOS, o Brasil tinha uma população de 189.900.000 de habitantes e produziu 471.223.000 kg de Resina Pet (90% para fabricação de garrafas e frascos pet) e conseguiu reciclar cerca de 55,60%. Como conseqüência o restante dessa Resina – 209.223.000 kg – foi descartado inadequadamente no Meio Ambiente. Nesse ano o PET “NÃO RECICLADO” equivalia a 1,102 kg/habitante.

Para 2012, projetando-se o crescimento da população (1,21% a. a.), o Brasil terá 196.700.000 de habitantes e deverá produzir 575.083.000 kg de Resina Pet (considerando-se projeção de 6,86% a. a. – resultado de 2009/2010) e poderá reciclar 56,8% (considerando-se projeção de 7,63% a. a. de aumento na reciclagem – resultado de 2009/2010). Como consequência o restante dessa Resina – 248.386.000 kg – será descartado inadequadamente no Meio Ambiente. Nesse ano o PET “NÃO RECICLADO” equivalerá a 1,263 kg/habitante.

Triste conclusão!

A chamada “evolução da reciclagem” acompanhou até 2009 – apenas de perto – o “forte crescimento da produção” da Resina PET, mas perdeu – de longe – para o compromisso básico de não continuar agredindo o Meio Ambiente. O alerta está em 2010, quando foi descartado no Meio Ambiente cerca de 1,263 kg/habitante de Resina PET que, comparado com a média de 1,103 kg/habitante dessa Resina nos anos de 2000 a 2009, nos mostra a necessidade de intervenção imediata.

Resumo: no ano de 2000 foram para o lixo 187.000 tons e no ano de 2010 foram, também para o lixo, 221.000 tons de Resina PET.  Na prática essa média de descarte no lixo ocorreu por TODA A DÉCADA passada.

 

O lado Bom!

O “fabuloso” parque de reciclagem do Brasil, que infelizmente detém “ociosidade” de 30%, que vai continuar esperando melhorias na coleta de garrafas e frascos PET.

 

Por Recopet: Waldemar Rossi Filho

Fontes: ABIPET – IBGE

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

2011 - todos os direitos reservados - Recopet